H.265

Até o momento, o formato mais avançado de compressão é o H.264, ou Advanced Video Coding (AVC), utilizado desde em TVs HD até em smartphones e tablets. Esse formato, entretanto, tem um sucessor: o H.265, também chamado de HEVC (High Efficiency Video Coding). E qual é a grande vantagem desse formato? Ele proporciona a mesma qualidade de imagem de um vídeo H.264, porém, com a utilzação de 35% menos bytes, proporcionando uma grande economia de espaço nos servidores de operadoras de telecom, inclusive das que ofertam IPTV.

Os aprimoramentos do H.265 em relação ao H.264 incluem:

  • maior eficiência de compressão,
  • maior confiabilidade
  • a capacidade de se recuperar de erros
  • diminuição da latência em tempo real
  • tempo de aquisição de canal reduzido e latência de acesso aleatório e complexidade reduzida.

A arquitetura de codificação H.265 / HEVC é aproximadamente semelhante a H.264 / AVC e inclui principalmente:

  • predição interna
  • predição externa
  • transformação
  • quantificação
  • filtro de desbloqueio,
  • codificação de entropia e outros módulos.

A arquitetura de codificação H.265/HEVC é muito semelhante a H.264/AVC. Inclui principalmente previsão Intra, inter-previsão, transformação, quantização, filtro de desbloqueio, codificação de entropia e outros módulos. No entanto, na arquitetura de codificação HEVC, tudo é dividido em três blocos básicos:

  1. uma unidade de codificação (CU)
  2. uma unidade de previsão (unidade de previsão, PU)
  3. uma unidade de transformação (unidade de transformação, TU)